Produção de orgânicos cresce e empresas participam de feira na Alemanha

Empresas brasileiras negociam mais de 200 produtos na feira mundial de orgânicos

O Projeto Organics Brasil participa pela 12ª vez da Biofach, em Nuremberg, de 15 a 18 de fevereiro, e a cada edição, os negócios se consolidam nos mercados tradicionais e ampliam o comércio em regiões promissoras, como: Oceania, Ásia, Escandinávia, Leste Europeu e Oriente Médio.

As notícias do Brasil são muito boas: no mercado interno, os orgânicos continuam em crescimento, em especial no número de unidades produtivas de agricultura orgânica e sustentável, passando para 18 mil nos últimos 12 meses, cerca de 15% de crescimento.

As 54 empresas ligadas ao projeto Organics Brasil, ação conjunta da iniciativa privada representada pelo IPD (Instituto de Promoção do Desenvolvimento) e ORGANIS (Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável), e da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), fecharam 2016 com faturamento de US$ 145 milhões em exportações, 9,5% menor em relação a 2015, justificado pela séria oscilação do câmbio (real-dólar), mas com 15% a mais em volume de produção exportado.

Para voltar a crescer no mercado externo, o Organics Brasil vem para a Biofach com um grupo de expositores que contempla o setor produtivo de matéria prima (açúcar, mel, erva mate, castanha de caju, açai) produtos acabados e produzidos em larga escala, como: linhas de cereais, achocolatados, chás, polpas de frutas, sucos; e serviços, como certificadora e plataforma de negócios digital.

“O Brasil tem hoje unidades produtivas, constituídas por produtores e empreendedores individuais, cooperativa, unidades de produção associativas e empresas de processamento e industrialização de produtos. Em 2016, o setor faturou $ 3 bilhões de reais no mercado nacional e a perspectiva é chegar à taxa de crescimento na ordem de 25%-30% em 2017. Apesar das exportações terem fechado pouco abaixo das estimativas, continuamos sendo o principal país fornecedor de açúcar, castanhas, frutas e seus derivados. Há muito espaço para crescer em exportação para a Europa, China, Oriente Médio e Ásia. A América do Norte continua sendo o mercado de maior potencial de exportação em 2017. As empresas brasileiras estão preparadas para atender todos os mercados”, explica Ming Liu, diretor do Organics Brasil e do ORGANIS, Conselho Nacional da Produção Orgânica e Sustentável.

Localizado no Hall 2, no estande do Organics Brasil estão nove empresas, com mais de 200 produtos para exportação, abertos a toda demanda de artigos dos principais Biomas (Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pampa e Pantanal) e a solucionar qualquer demanda de produtos brasileiros.

Organics Brasil participa do Congresso Biofach 2017
Enquanto mais de 40 mil profissionais do setor orgânicos mundial visitam os nove pavilhões da Biofach, cerca de 2.000 pessoas participam dos três dias de Congresso para discutir o segmento e traçar tendências para empresas, entidades e políticas públicas.

Ming Liu, diretor do Organis e Organics Brasil, é um dos palestrantes do painel “Tendências e Notícias dos Mercados Orgânicos na América e no Brasil”, junto com Stefan Huake, diretor da Kauke Consultoria; e Adam Andersen, diretor da Rede New Hope (USA). A palestra será dia 16 de janeiro, ao meio dia, na sala Kopenhagen.

Fonte: http://www.apexbrasil.com.br/Noticia/PRODUCAO-DE-ORGANICOS-CRESCE-E-EMPRESAS-INVESTEM-NA-BIOFACH-

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.