Em busca da ave ‘ideal’ para a criação em sistemas de produção orgânicos

Na lida com a produção orgânica temos poucas informações sobre a participação dos animais nos estabelecimentos agropecuários, ainda que, por exemplo, a demanda por ovos seja crescente.
Um estudo interessante está no redirecionamento abaixo, sobre as qualidades de um tipo de aves, criadas em sistema orgânico, para abate.
Na sociedade já estão presentes aquelas pessoas que tem restrições ao consumo de carne, necessárias para a convivência em harmonia.
É interessante notar as observações feitas no estudo em questão, que aponta para o comportamento das aves, contido na conclusão, a seguir traduzido.
Particularmente interessante são as observações
Boa leitura e melhor pensamento sobre os animais.

Conclusão:

“Embora este estudo tenha constatado que o lento crescimento das galinhas Rowan Rangers são
semelhantes ao da estirpe de rápido crescimento Ross 308, existem alguns pontos-chave
onde diferem. Parece que a Rowan tem um medo inato maior do que a Ross 308, mantendo-se deitado e pouco deslocando-se para fora do
perímetro. Mesmo assim, eles parecem ser mais adequados em um ambiente orgânico
que Ross 308 devido ao fato de que eles parecem ter menos fome e ter mais
contentes, isso com base no fato de que eles executam menos comportamento alimentar
e passam mais tempo deitados. Além disso, eles crescem muito bem até o peso de abate com uma boa qualidade da dieta, enquanto Ross 308 precisa ter uma restrição alimentar qualitativa
para atingir o mesmo objetivo, o que confere a Rowan Rangers melhor bem-estar.”

Saiba mais: http://www.diva-portal.org/smash/get/diva2:935558/FULLTEXT01.pdf

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.