EUA: Agricultura Orgânica e Local se Espalha

6 abril 2016

thumb_69851_article_big

Feira orgânica na Union Square, Manhattan, Nova York, 2 de agosto de 2013

É pouco sabido que o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) não apenas certifica fazendas orgânicas nos Estados Unidos, mas qualquer fazenda orgânica em todo o mundo que se submeta ao processo de certificação. De acordo com dados publicados em 4 de abril, há 21.781 fazendas orgânicas certificadas pelo USDA em funcionamento nos EUA e 31.160 no mundo todo.

Isso faz com que a agricultura orgânica seja um dos segmentos de crescimento mais rápido na agricultura dos EUA. O número de fazendas orgânicas americanas no banco de dados do USDA aumentou 12 por cento ao ano em 2015 e quadruplicou desde 2002, quando a contagem do USDA começou. Isso muito provavelmente superestima o aumento da agricultura orgânica, uma vez que a participação das atividades orgânicas abrangidas pelos dados do USDA provavelmente aumentou desde 2002 também.

O valor de varejo dos produtos orgânicos atualmente é de US$ 39 bilhões nos EUA ou 6,6 por cento das vendas globais de alimentos em supermercados.

No mundo inteiro, o valor de varejo de alimentos orgânicos é de US$ 75 bilhões. O USDA tem tentado facilitar a propagação da agricultura orgânica simplificando o processo de certificação, melhorando a sua comunicação com os agricultores orgânicos e fornecendo US$ 11,5 milhões, só em 2015, para ajudar os agricultores a pagar os custos da certificação.

Os números publicados pelo USDA sobre as fazendas orgânicas foram obtidos a partir de sua nova base de dados, o que torna possível aos agricultores certificados adicionar ao sistema as mudanças em suas próprias operações. Espera-se que os dados atualizados contribuam para melhorar a cooperação no setor.

A agricultura local também está se expandindo fortemente nos Estados Unidos, com vendas de alimentos locais em US$ 12 bilhões em 2014, acima dos 5 bilhões em 2008. Os produtos agrícolas locais são definidos como aqueles vendidos pelos agricultores diretamente aos consumidores.

A administração de Obama está empenhada em alinhar suas políticas agrícolas com as suas metas mais amplas sobre a melhoria da nutrição, reduzindo gases de efeito estufa e incentivando as energias renováveis. Seu suporte à agricultura orgânica e local tem de ser visto sob essa luz, pois a crescente popularidade dos produtos de fazendas orgânicas e locais reflete uma crescente consciência dos consumidores sobre nutrição, e a sua produção é mais amigável ao meio ambiente do que a de produtos cultivados em massa.

Fonte: http://www.eatglobe.pt/news/farming/1677-us-organic-and-local-farming-spreading.html

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.